crédito: Dubai Government/Handout

Créditos: crédito: Dubai Government/Handout

Palestina vence "Nobel da Educação".

Uma professora palestina que cresceu em um campo de refugiados ganhou o prêmio Global Teacher, considerado o ‘Nobel da Educação’. Hanan Al Hroub receberá US$ 1 milhão pela prêmio.

Segundo o jornal Independent, Hanan cresceu em um campo de refugiados palestinos e começou a dar aulas depois que seus filhos testemunharam um tiroteio no caminho da escola. A partir dai, ela começou a refletir como os professores poderiam ajudar as crianças que vivem situações traumáticas.

Seu método de aprendizagem permite que as crianças se apropriem dos conteúdos em sala de aula por meio de brincadeiras.

Hanan disse que vai usar o prêmio para criar uma bolsa de estudos que ajude a divulgar seu método de ensino e também para apoiar outros professores na Palestina. "Eu ganhei. A Palestina ganhou. Todos nós temos o poder, nós podemos mudar o mundo", disse a professora.

Entre os indicados havia um brasileiro, o professor voluntário Marcio Andrade Batista. Ele dá aulas no Mato Grosso com uma metodologia que se baseia na aplicação das ciências à vida cotidiana. Marcio estava na lista de 50 finalistas divulgada pela ONG Varkey Foundation, organização sem fins lucrativos que concede o prêmio. Ele foi o primeiro brasileiro selecionado.