Que o convívio com a natureza é muito prazeroso você já sabe, mas sabia que ele também é fundamental para o desenvolvimento da criança? Quem defende essa ideia é Richard Louv, fundador da Children & Nature Network, uma organização que apoia um movimento internacional de conectar crianças, suas famílias e comunidades à natureza.

No site da organização, Louv explica a importância da figura do "professor natural", uma tarefa que pode ser desempenhada por educadores, pais, avós, monitores de parque ou quem quer que medie atividades de crianças ao ar livre – ou o que ele chama de "Vitamina N". E, para facilitar essa mediação, ele lista oito formas de desempenhar essa tarefa:

  1. Dê ou indique livros que inspirem para o uso da natureza: livros que tratam de aventuras, como "As aventuras de Tom Sawyer", convidam à exploração do ambiente externo. Livros que tratem da história de jardins e parques da cidade também podem ser uma boa ideia.

Créditos: iStock

Convivência com a natureza é fundamental para o desenvolvimento das crianças

  1. Passe meia hora ao ar livre e peça para escreverem um texto sobre a natureza: pais, professores e outros adultos podem desempenhar essa atividade. Basta convidar as crianças ou jovens para passarem um tempo em um ambiente externo, escrevendo sobre sua experiência.
  1. Leve a turma para a parte externa: o autor diz que quase qualquer coisa pode ser ensinada ao ar livre. Também é possível criar um jardim de sentidos, com elementos naturais que possam despertar o olfato e o tato, por exemplo.
  1. Estude o comportamento dos pássaros: com um livro específico sobre o comportamento dos pássaros, você pode explorar seus hábitos e seu canto com as crianças e jovens.
  1. Crie expedições: não é preciso usar aplicativos como "Pokémon GO" para chamar a criançada para uma exploração. Basta, ao contrário, lançar desafios como resgatar um objeto fofo, algo que faz algum som ou que tem um cheiro bom. Procurar insetos ou animais é outra boa ideia.

Créditos: iStock

Veja dicas para trazer mais natureza para a educação

  1. Crie turmas na comunidade para explorar a natureza: um grupo de adultos pode estruturar passeios ao parque, dos quais as crianças do bairro podem participar.
  1. Leve todas as crianças a parques: nos Estados Unidos, uma iniciativa do governo prevê entrada de graça aos parques nacionais. Uma possibilidade, aqui, é aumentar as visitas escolares a esses locais.
  1. Saiba mais sobre os benefícios de uma educação voltada para a natureza: por exemplo, na Finlândia, que tem alunos com excelentes performances em matemática e ciências, os estudantes passam boa parte do dia nas áreas externas, mesmo na época de frio. Outros benefícios dessa prática podem ser vistos aqui.

Veja o artigo na íntegra aqui.

Leia mais:

Pé na grama para brincar: o que a infância perde sem a natureza?

Com metamorfose de lagartas, crianças se encantam pela natureza