Na "The Farm School" (ou "Escola da fazenda", em tradução livre), no estado de Virgínia, nos Estados Unidos, a sala de aula é do lado de fora As crianças de 3 e 4 anos brincam e aprendem do lado de fora.

"A primeira pergunta que os pais nos fazem é: o que acontece se chover?", conta o Jaclyn Jenkins, cofundador da escola. "Nós respondemos: traga uma muda extra de roupas. Mesmo com chuva as crianças aprenderão. Elas continuam tendo energia, seus cérebros estão funcionando enquanto elas se movem. Nosso objetivo é sempre estar do lado de fora com elas".

A educadora Alison Huff, que já teve outras experiências em escolas na educação infantil conta que na Farm School as crianças tem atividades mais "mão na massa".

"Quando plantamos, por exemplo, contamos as distâncias. Aqui nós aplicamos o conteúdo de instituições pre-escolares convencionais".

Créditos: reprodução FElmasry

Crianças na Escola da Fazenda

Além de plantar e colher frutas e vegetais, as crianças também ajudam a preparar as refeições e alimpar a cozinha depois do preparo.

Os animais da fazenda também são importantes no currículo da escola. Jenkins, um dos fundadores da escola, conta que mensalmente a instituição foca o aprendizado em um animal diferente. “Nós temos uma vaca, e a trazemos para a escola. As crianças passam a conhecer o animal. Aprendem como elas se alimentam, e também aprendem a ordenhar as vacas. Com o leite, fazemos com eles manteiga e iogurte", explica.

Mais tempo ao ar livre e uma aprendizagem focada na ideia de mão na massa era o que Courtney Williams buscava para seu filho de três anos.

“Para mim, é o melhor dos dois mundos. Ele está aprendendo a contar, as cores e todas as outras coisas que são importantes na educação, mas ele ainda pode ser criança, subir em árvores", disse a mãe.

Com informações de Voanews.

Natureza deve se tornar um espaço educador para as crianças

Rede Catraquinha

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Redação da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.