Se é certo que os dilemas da maternidade duram uma vida inteira, a verdade é que eles já aparecem bem antes do nascimento dos filhos e encontram no momento do parto uma insegurança anunciada. Embora 70% das brasileiras optem pelo parto normal, uma porcentagem muito baixa de mulheres consegue concretizar esse desejo. Isso porque a vontade é confrontada por um modelo hospitalar extremamente lucrativo e medicalizado, que atinge o setor público, mas especialmente o privado.

Pensando nesse cenário, o Catraquinha convidou a doula, educadora perinatal e psicóloga Érica de Paula para criar uma lista de filmes que abordam e discutem o assunto, despertando um olhar para o parto humanizado. Ela é co-autora do filme “O renascimento do Parto – 1”,  que retrata a realidade obstétrica mundial e brasileira.

O Brasil é recordista mundial em cesarianas, apresentando o índice de 88% dos nascimentos no setor privado. No setor público, a taxa é de 46%. Os dados são do inquérito nacional sobre parto e nascimento, publicado em 2014 e coordenado pela Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, que calculou que o procedimento cirúrgico corresponde a 52% do total de partos realizados no país. O número é alarmante se comparado ao máximo de 15% recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Essa realidade obstétrica é questionada por especialistas e pesquisas internacionais que apontam riscos e sofrimentos desnecessários, assim como consequências desse tipo de intervenção no nascimento, tanto para as mães quanto para os bebês.

Tudo isso é abordado em linguagens audiovisuais distintas e a partir de pontos de vista de várias áreas do conhecimento, nos filmes sugeridos e descritos a seguir por Érica de Paula.

  • 1. "O Renascimento do Parto"

O longa-metragem "O Renascimento do Parto", produzido de forma independente por Érica de Paula (roteiro, produção e pesquisa) e Eduardo Chauvet (direção), retrata a realidade obstétrica mundial e brasileira, caracterizada por um número alarmante de cesáreas.

Este modelo atual é questionado no filme por meio de recentes descobertas científicas e dos relatos de especialistas internacionais na área, apresentando consequências perinatais, psicológicas, sociais, antropológicas e financeiras.

A ideia é promover uma reflexão acerca do novo paradigma do século XXI, e sobre o futuro de uma civilização nascida sem os chamados "hormônios do amor", liberados em condições específicas de trabalho de parto.

O filme, que tem a participação do ator e diretor de cinema Márcio Garcia, e de sua esposa, a nutricionista Andréa Santa Rosa, foi recordista brasileiro em crowdfunding, em bilheteria de cinema nacional (na categoria documentário) e na venda de DVDs.

O longa-metragem pode ser visto em sua versão completa pelo NET NOW, Itunes e DVD. Em breve serão lançados o segundo e o terceiro filmes, que poderão ser visto nos cinemas. Assista ao trailer abaixo:

  • 2. "Nascer no Brasil"

O documentário “Nascer no Brasil”, produzido e dirigido por Bia Fioretti, é uma série que traz depoimentos de mulheres logo após o nascimento de seus filhos, ilustrando a pesquisa Nascer no Brasil, um inquérito nacional sobre parto e nascimento, coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A série é dividida em duas partes, com os temas “Parto, da violência obstétrica às boas práticas” (20 minutos) e “Cesárea, mitos e riscos” (17 minutos). A partir de um levantamento em todos os estados brasileiros, a publicitária Bia Fioretti conversou com 174 pessoas, entre mães, pais e profissionais de saúde, em 23 instituições públicas de saúde e da área suplementar em 12 cidades. O documentário está disponível no Youtube, no site da Fiocruz e pode ser adquirido em DVD. Assista ao filme na íntegra abaixo, dividido em duas partes: 

  • 3. "Microbirth"

Lançado em 2014, o longa-metragem de 70 minutos aborda o impacto da forma como nascemos em nossa saúde a longo prazo, sob uma ótica microscópica. Ele apresenta como o microbioma humano (responsável pela proteção de muitas doenças) pode estar enfraquecendo devido às constantes interferências na via de parto e o alto índice de cesarianas. Doenças como asma, alergias e obesidade estão aumentando exponencialmente e a origem disso pode vir do nascimento, de acordo com os especialistas, trazendo graves consequências para a saúde da humanidade. Veja o trailer:

4. "Orgasmic Birth: The Best-Kept Secret (Parto Orgásmico)"

O documentário de Debra Pascali-Bonarodesafia, lançado em 2008, desafia o mito de que o parto é necessariamente doloroso por natureza, mostrando de forma íntima onze mulheres que dão a luz de forma natural, instintiva e até mesmo prazerosa, incluindo também depoimentos de especialistas. O documentário também está disponível em DVD. Confira o trailer:

5. "O Começo da Vida"

Dirigido por Estela Renner e com depoimento da modelo Gisele Bundchen, o filme faz uma análise dos primeiros mil dias do bebê, período crucial para o desenvolvimento saudável do ser humano. Ele traz a reflexão de que os bebês são muito mais do que apenas uma carga genética e que investir na primeira infância pode ser determinante para formar adultos bem sucedidos. A produção está disponível na Netflix, iTunes, Google Play e DVD. Recentemente, o longa-metragem se desdobrou para uma série de seis episódios, também no catálogo da Netflix e Videocamp.

6. "Violência obstétrica: a voz das brasileiras"

Pesquisas apontam que cerca de ¼ das mulheres no Brasil sofre o que pode ser chamado de violência obstétrica, que pode envolver exame de toque doloroso, recusa para alívio da dor, não explicações de procedimentos, agressões verbais e humilhações. A partir dessa triste realidade, o filme apresenta depoimentos chocantes e reais de mulheres, gravados em suas próprias casas, e convida a uma reflexão sobre o cenário obstétrico nacional. Espia só o trailer:

7. "Call the Midwife"

Essa é uma série de televisão britânica, criada por Heidi Thomas e inspirada nas memórias da enfermeira britânica Jennifer Worth. Ambientada nos anos 50, o roteiro segue a trajetória de Jenny Lee, uma parteira de 22 anos que trabalha em um grupo de freiras em um bairro popular de Londres, ajudando partos em condições precárias. A série, que mistura partos com pequenas intrigas da vida privada, é líder de audiência na Inglaterra.A produção também está disponível na Netlifx. Dá o play no trailer abaixo:

Leia mais:

Trabalho de parto: 10 livros para ajudar mãe e bebê a nascerem

4 vídeos para desmistificar o que se pensa sobre o parto normal