Quando a violência deixa de dominar uma rua da cidade e dá espaço para crianças brincarem nela, é porque uma grande força entrou em cena. E não foi a polícia.

Nayana Brettas é socióloga, com especialização na relação entre as crianças e a melhoria da vida nas cidades, e fundadora do ImaginaC. “A partir do olhar solidário e generoso das crianças, de seus sonhos e da imaginação única que possuem, surge um poder enorme de transformação e melhoria de nossas vidas. O problema é que ninguém as escuta, e é isso que pretendo mudar lançando o ImaginaC", diz Nayana.

O ImaginaC busca conectar e aproximar comunidades, famílias e escolas em torno das crianças na busca de uma vida melhor. Com a ajuda de um aplicativo de celular proprietário, jogos para as escolas e famílias, programas de intercâmbio familiar e de cidades, além de uma agenda de comunicação positiva e de diálogo com o poder público, o programa é fruto de uma metodologia testada com sucesso em campo - no caso, o Glicério, bairro tradicionalmente violento do centro de São Paulo, que teve sua realidade mudada após a passagem do programa.

1/5

Crédito da imagem: ImaginaC / divulgação

ImaginaC, jogo pedagógico que dá voz e visibilidade às crianças na construção de um mundo melhor .

2/5

Crédito da imagem: ImaginaC / divulgação

O projeto é uma parceria com a Rua Livre, de Marcos Dimenstein e Estêvão Romane, que há quatro anos realiza programas de ocupação e melhoria de vida no urbe.

3/5

Crédito da imagem: ImaginaC / divulgação

A ideia é que todos os setores da sociedade embarquem nesta aventura com o que tiverem: empresas podem ser patrocinadoras de ações, pessoas podem doar tempo e conhecimento, famílias podem se unir para jogar com suas crianças, e por aí vai.

4/5

 

5/5

Crédito da imagem: ImaginaC/divulgação

ImaginaC , jogo pedagógico que trás um conjunto de ferramentas para as famílias, escolas e empresas se organizarem em torno de soluções para um mundo melhor.

  • Crédito da imagem: ImaginaC / divulgação

    1/5

    ImaginaC, jogo pedagógico que dá voz e visibilidade às crianças na construção de um mundo melhor .

  • Crédito da imagem: ImaginaC / divulgação

    2/5

    O projeto é uma parceria com a Rua Livre, de Marcos Dimenstein e Estêvão Romane, que há quatro anos realiza programas de ocupação e melhoria de vida no urbe.

  • Crédito da imagem: ImaginaC / divulgação

    3/5

    A ideia é que todos os setores da sociedade embarquem nesta aventura com o que tiverem: empresas podem ser patrocinadoras de ações, pessoas podem doar tempo e conhecimento, famílias podem se unir para jogar com suas crianças, e por aí vai.

  •  

    4/5

  • Crédito da imagem: ImaginaC/divulgação

    5/5

    ImaginaC , jogo pedagógico que trás um conjunto de ferramentas para as famílias, escolas e empresas se organizarem em torno de soluções para um mundo melhor.

Inicialmente com foco em escolas públicas e privadas, crianças e adultos serão convidados a descobrir, sentir e imaginar as cidades, levantando problemas, apontando soluções e se organizando em grupos para resolvê-los com apoio de empresas e parceiros. Tudo isto, feito de forma muito divertida, leve e que aguce nosso espírito de coletividade, de visão global, valorizando as  crianças como atores sociais e cidadãs, trazendo uma noção mais realista do mundo.

As escolas terão acesso a um jogo com brincadeiras que vão desde “Descobrir a Cidade”, convidando as crianças a buscarem por 67 itens inusitados pela cidade, a criação de criaturas fantásticas com poderes de melhorar a cidade que depois serão concretizados junto a apoiadores e financiadores. O programa, como diz a participante Thifanny Rodrigues, de 10 anos de idade, “não é só de brincadeira: é uma parte da nossa infância, que ajuda a gente a ficar mais disposta… é participar mais das coisas, gostar mais de escola, de estudar, da família”.

Saiba mais sobre o jogo aqui.

Leia também

Cidades que escutam as crianças são cidades para todos

Participação infantil: opinar também é direito das crianças