“Mulheres investem nos filhos, nas famílias, e na sociedade. Mulheres ajudam a família estendida delas, para que todos cresçam junto com elas”, disse Ana Lúcia Fontes, da Rede Mulher Empreendedora, em palestra para o TEDx, sobre a importância de se empoderar economicamente as mulheres.

Inspirados neste pensando e nas crescentes denúncias de discriminação mães na busca por se recolocar no mercado de trabalho, agência TeamWorker, especializada em comunicação corporativa, desenvolveu a plataforma Contrate Uma Mãe, um banco de currículos específico mulheres com filhos.

Créditos: Istock / AndreyPopov

A prática de excluir mães no anúncio das vagas é crime.

As mães podem cadastrar o seu currículo, marcar as áreas de interesse e dizer quais habilidades ganhou graças à maternidade.

A Constituição Federal, a lei nº 9.029 e a Convenção da Organização Internacional do Trabalho (OIT nº 111) impedem qualquer tipo de discriminação no emprego ou profissão. Clique aqui para ter acesso ao texto da OIT na íntegra.

Empregar uma mãe é contribuir para a formação de uma criança

Discriminação: mulher é excluída de processo seletivo por ser mãe