A natureza possui muitas das respostas que procuramos no mundo material, e ninguém melhor para conhecer os potenciais curativos das plantas e vegetais do que os indígenas.

Pensando em democratizar esse conhecimento e valorizar a sabedora ancestral indígena, o ISA (Instituto Socioambiental), em parceria com o Jardim Botânico do Rio de Janeiro, acaba de lançar o "Manual de Etnobotânica - Plantas, Artefatos e Conhecimentos Indígenas".

O material reúne os conhecimentos indígenas às informações científicas sobre as plantas e seus usos - medicinais ou não. Para quem busca uma vida mais equilibrada e conectada com o potencial dos elementos naturais, esta aí uma ótima alternativa.

A publicação baseia-se em um longo programa de colaboração entre o ISA e pesquisadores indígenas na região do Tiquié, no Amazonas, iniciado em 2005, que resultou numa ampla gama de publicações e materiais educacionais relacionados ao manejo ambiental, gestão territorial, cultura, história e tecnologia.

Créditos: Reprodução Manual/iStock

O manual oferece uma possibilidade de se aproximar do conhecimento sobre as plantas amazônicas e seus usos.

O manual faz parte do treinamento em pesquisa e intercâmbio de conhecimentos em etnobotânica com povos indígenas da região do Alto Rio Negro, no noroeste amazônico, realizado em 2016, e tem o objetivo de apoiar a pesquisa indígena colaborativa, intercultural e interdisciplinar.

O material apresenta, entre outros tópicos, a etnoecologia, a etnobotânica e a biodiversidade do noroeste amazônico, e ensina a coletar amostras, reconhecer espécies, classificá-las e cultivá-las.

O "Manual de Etnobotânica - Plantas, Artefatos e Conhecimentos Indígenas" está disponível para download gratuito. Clique aqui e baixe o seu.

Leia mais:

Naturopata apresenta plantas e ervas para prevenir gripe

Cuidando de quem cuida: receitas de escalda-pés para reenergizar

Sete alimentos para aumentar a imunidade das crianças