Quem tem filho sabe bem o quanto é caro roupa de criança. De olho no consumo consciente e para facilitar a renovação do guarda-roupa das crianças, acaba de ser lançado o site Mamãe, Cresci, brechó infantil no qual mães e pais economizam até 80% em itens em novos ou semi-novos.

Lá é possível criar, de modo simples e gratuito, lojas virtuais para vender peças seminovas, desde roupinhas e calçados até acessórios, como carrinho de bebê e babá eletrônica. Os interessados podem visitar as páginas, tirar dúvidas on-line, bem como comprar e receber os produtos pelos Correios.

Créditos: Divulgação Mamãe, Cresci

Aquele costume de passar roupas adiante.

A iniciativa é de amigos de infância que decidiram empreender no mundo das fraldas, chupetas e mamadeiras. “Somos todos recém-casados que sonham em ter filhos e eu vou virar mãe esse ano. Notamos a demanda por um site especializado que realmente organize o que é feito de modo informal hoje”, explica Carolina Vodopives, cofundadora junto a João Volpi e Samuel Carvalho, além do consultor e investidor Reinaldo Donadio.

As mães e os pais são instruídos sobre os padrões de qualidade a serem seguidos e podem conferir um tutorial de como tirar fotos atrativas das peças. A postagem nos Correios fica por conta do vendedor e o frete é pago pelo comprador.

'Troquinha': o grupo de pais que quer comprar cada vez menos