Crianças são capazes de ajudar idosos, dizer 'não' aos preconceitos, cuidar dos amigos, tomar conta do meio ambiente e até ensinar Libras para um cachorro. Elas não precisam conquistar o mundo para tornar ele melhor: seus pequenos grandes gestos conseguem nos fazer lembrar de como muitas vezes precisamos de pouco para transformar a ordem das coisas.

No meio de um ano que teve tantos problemas, reviravoltas e transformações políticas, econômicas e educacionais que mudaram o rumo da História, foram as crianças as responsáveis por alguns dos momentos de maior empatia, amor e solidariedade. Por isso, nessa mini retrospectiva Catraquinha, resolvemos relembrar alguns desses pequenos que ajudaram a fazer de 2017 um ano imenso.

1. Daiana e a melhor festa que uma mãe poderia ganhar

Empática às dificuldades de sua mãe, esta pequena resolveu abrir mão de toda a sua fortuna para surpreendê-la com uma festa: R$ 40. O resultado é a comemoração mais autêntica e cheia de afeto de que se tem notícia.

Com 7 anos, filha gasta mesada de R$ 40,00 com festa para a mãe

2. Quando se é pequeno - e cego - uma escada pode ser uma muralha a ser vencida

Ela só precisava descer alguns lances de escada - bastantes sinuosos, vale ressaltar - e chegar até a casa da tia para pedir um pouco de achocolatado de presente. Porém, um detalhe muda tudo: a pequena não enxerga. Com a ajuda da mãe, ela consegue vencer degrau por degrau e dar uma lição de autonomia, coragem e persistência.

Mãe dá lição de amor e coragem para filha cega ganhar autonomia

 3. Suzana e sua melhor amiga

A pequena tem apenas seis anos e já aprendeu que a verdadeira amizade não escolhe idade, afinal, o que conecta duas pessoas é o amor. Por isso, quando planejava uma festinha do pijama, ela não pensou duas vezes em quem ia chamar: 'Dona Ju', sua melhor amiga, de 68 anos.

Menina convida melhor amiga para festa do pijama e surpreende

4. Julia e seu ideal de inclusão

Julia e seu cãozinho, Walter, são uma dupla e tanto. Mas, além da amizade e companheirismo, outra coisa os une: ambos são portadores de deficiência auditiva. A pequena, então, resolveu ensinar Libras ao cachorro, e o resultado é uma das coisas mais fofas que aconteceram em 2017.

Menina ensina língua dos sinais para seu cãozinho surdo

5. Shon Griffin, o 'Catman

Com apenas cinco anos, ele já se tornou uma verdadeira celebridade na cidade onde mora. Isso porque ele resolveu se vestir de herói para cuidar dos gatinhos abandonados. Tudo começou quando sua tia notou que ele conseguia construir rapidamente um vínculo com os animais, e que eles demonstravam gostar muito de seu carinho. Relembre esse fofo:

Menino se fantasia de herói para cuidar de gatos de rua

6. Hill e a limonada solidária

Quando descobriu que algumas famílias de sua cidade tinham dívidas e não tinham o que comer, a pequena não teve dúvidas: criou uma barraquinha de suco em frente à sua casa para arrecadar 23 mil dólares e liquidar as dívidas do distrito. Surgiu assim o projeto 'Lemonade4Lunch'.

Menina vende limonada para quitar dívidas de famílias com escolas

7. Roxy e Ben, os alpinistas mais jovens do mundo

Com 8 anos e um coração frágil, ela chegou ao topo do Kilimanjaro

A determinação das crianças para conseguir o que querem é muitas vezes surpreendente. A pequena Roxy Getter, dos Estados Unidos, tem apenas oito anos e uma perseverança ilimitada. O mesmo se pode dizer de seu irmão, Ben, de dez anos. Os dois passaram por problemas cardíacos, mas isso não os impediu de realizar um sonho: subir ao pico do Monte Kilimanjaro, no norte da Tanzânia. Também conhecido como o ponto mais alto da África, com uma altura de 5.895 metros. Relembre a história.

8. Adrian e seu coração enorme 

Generosidade: menino de 8 anos ajuda pessoas em situação de rua

Quando viu uma pessoa em situação de rua pela primeira vez, Adrian Young, de oito anos, ficou muito incomodado. Seu desconforto diante do fato de que, enquanto ele mesmo tinha uma moradia, aquela pessoa não tinha, era enorme. Assim, ele decidiu montar um kit com alguns artigos essenciais, como alimentos, roupas de inverno e produtos de higiene pessoal – e tudo isso usando o próprio dinheiro. Clique aqui para conhecer o pequeno.

9. A família Gutierrez nos ensinou que empatia vem do berço

Menina cria estratégia para que o irmão não se sinta diferente

Jonaz Gutierrez, do Texas, nos Estados Unidos, tem quatro meses e foi diagnosticado com Plagiocefalia, uma assimetria craniana. Por conta disso, ele precisa usar um capacete de proteção em tempo integral, durante seis meses. Ao saber da condição do bebê, sua irmã, de três anos, sugeriu que a família toda usasse capacete também. Assim, o irmão não se sentiria diferente, mas encorajado. Para ela, o fato de ele ainda ser um bebê e ainda não ter consciência sobre sua situação, importa menos do que o valor da empatia. Relembre a história.

10. Alfie e sua mente livre de preconceitos

Com 5 anos, ele teve a reação mais fofa ao saber que irmão é gay

Oliver Potter, irmão de Alfie, de cinco anos, é homossexual, e decidiu contar ao irmão mais novo sobre sua orientação sexual. O desfecho dessa conversa é emocionante: sem pensar duas vezes, o pequeno Alfie demonstrou que o preconceito pertence ao mundo adulto. Rapidamente, Alfie responde deixando o irmão com os olhos marejados "Se você se casar com um homem, será muito legal". Assista ao vídeo aqui.

Leia mais:

'Saudade': as crianças de nossos leitores respondem o que é Natal

10 livros infantis que falam sobre a mágica do Natal