Créditos: iStock

Imagem ilustrativa

Só quem já viu uma criança encolhida em um canto da casa por causa dos fogos de artifício sabe como a virada de ano pode ser um desafio.

Ninguém nega a beleza do espetáculo, mas o barulho causa medo em algumas crianças e animais também, principalmente nos pequenos que possuem algum distúrbio sensorial ou limitações específicas. Pessoas do espectro autista, por exemplo, podem sofrer bastante com o forte ruído por terem mais sensibilidade a estímulos sonoros, que podem desencadear ansiedade, sofrimento emocional e agressividade.

Pensando nisso, a festa da virada em Campos do Jordão terá uma diferença neste ano: o show pirotécnico, que deverá durar de 10 a 12 minutos, será silencioso. A medida representa um ganho significativo de inclusão.

A mudança cumpre a Lei Municipal sancionada em 2017, que proíbe a queima de fogos com explosões na cidade. O mesmo vale para ações particulares e privadas.

O não cumprimento acarretará uma multa que varia de R$ 952,66 para pessoas físicas até R$ 2.256,30 para empresas.

Entre os fatores que levaram à provação da lei está a necessidade de respeitar crianças, idosos e evitar danos aos animais, sensíveis aos ruídos causados pelos fogos de artifício tradicionais.

A barulheira atinge tanto animais domésticos quanto os silvestres. Os pássaros, por exemplo, estão entre os mais atingidos.

Segundo informações divulgadas pelo site "Razões para Acreditar",  a demanda por fogos de artifício silenciosos têm aumentado em todo o país e é uma tendência que deve ser seguida por outras prefeituras.

O lado bom é que, sem os estrondos, pode ser que os pequenos que costumam fugir e se esconder apreciem e aproveitem o show. Além disso, os cachorros, gatinhos e outros animais também ficarão mais tranquilos.

Clique aqui para ler na íntegra.

Leia mais:

Aprenda a criar fogos de artifício com rolo de papel higiênico ✨

Brinquedos da natureza: entenda o brincar a partir dos quatro elementos naturais