Viajar de avião com as crianças pode ser uma experiência caótica. Inquietação, desconforto e medo são algumas das razões pelas quais os pais ficam de cabelos em pé.  Por isso, uma companhia aérea resolveu olhar para este problema e criar uma alternativa que tornasse essas viagens menos traumáticas.

A Air New Zeland passou a oferecer a possibilidade da mãe, pai e filho viajarem juntos, e deitados confortavelmente. Trata-se do Skycouch - uma fileira de três assentos da classe econômica que se transforma em uma superfície totalmente plana.

Créditos: Divulgação/Air New Zeland

Além do conforto, a companhia vai oferecer também segurança aos pequenos ao usufruírem das novidades.

Sim, é isso mesmo que você leu: classe econômica. A novidade é para todos, não é preciso pagar mais caro para conseguir o tão sonhado conforto. Parece ser realmente uma delícia, afinal, o banco fica parecendo um colchão, permitindo que passageiros voem deitados, tanto em voos domésticos como em voos internacionais.

E, a partir do segundo semestre, haverá mais uma comodidade: cintos de segurança especiais vão permitir que os bebês viajem deitados e ao mesmo tempo seguros. Antes, eles viajavam sentados no colo dos pais quando o aviso de cinto de segurança acendia.

Para se adaptar às crianças e reforçar a segurança, os cintos terão três tamanhos - P, M e G. A companhia disponibilizará ainda berços portáteis até um certo tamanho, para proteção adicional aos pequenos. É ou não é demais?

1/3

Crédito da imagem: Divulgação/Air New Zeland

Os assentos reclinam como uma cama, permitindo que tanto as crianças como os pais consigam deitar, e ainda contam com cinto de segurança.

2/3

Crédito da imagem: Divulgação/Air New Zeland

Os assentos reclinam como uma cama, permitindo que tanto as crianças como os pais consigam deitar, e ainda contam com cinto de segurança.

3/3

Crédito da imagem: Divulgação/Air New Zeland

Os assentos reclinam como uma cama, permitindo que tanto as crianças como os pais consigam deitar, e ainda contam com cinto de segurança.

  • Crédito da imagem: Divulgação/Air New Zeland

    1/3

    Os assentos reclinam como uma cama, permitindo que tanto as crianças como os pais consigam deitar, e ainda contam com cinto de segurança.

  • Crédito da imagem: Divulgação/Air New Zeland

    2/3

    Os assentos reclinam como uma cama, permitindo que tanto as crianças como os pais consigam deitar, e ainda contam com cinto de segurança.

  • Crédito da imagem: Divulgação/Air New Zeland

    3/3

    Os assentos reclinam como uma cama, permitindo que tanto as crianças como os pais consigam deitar, e ainda contam com cinto de segurança.

Todas essas mudanças surgiram baseadas em feedbacks de clientes (empresas que ouvem os consumidores: gostamos). As novidades estarão disponíveis a partir do final deste ano, mas já aguardamos ansiosamente. E que essa ideia inspire outras companhias e marcas a criarem produtos mais conectados com as demandas dos consumidores.

A companhia anunciou a novidade no Instagram e os seguidores imediatamente aprovaram. Confira a publicação (adaptada para o português):

“Viajando no exterior com os pequeninos? Em breve, você poderá acessar novas melhorias com o nosso premiado Skycouch. Estamos introduzindo uma cadeirinha e cinto dedicados para bebês, para que eles possam permanecer deitados durante a fase de cruzeiro de um voo (em vez de ter que se sentar no colo de um responsável quando o sinal do cinto de segurança estiver ligado). A novidade também oferece proteção adicional.”

Leia mais:

Férias com crianças: dicas para viajar de ônibus, carro e avião

Férias: como distrair as crianças no avião e no carro

Viagem de avião: conheça os direitos das crianças com autismo