Série de fotos com mães 'atípicas' se torna poderosa contra preconceito.

Créditos: Celia Sanchez

Série de fotos com mães 'atípicas' se torna poderosa contra preconceito.

O mundo é cheio de preconceitos e julgamentos. Na maternidade não é diferente. Infelizmente é comum ver mães sofrerem olhares preconceituosos ou sendo julgadas em vários momentos, como na amamentação, nos cuidados com os filhos e até mesmo durante a gravidez.

A mexicana Celia Sanchez, que tem tatuagens e cabelos coloridos, passou por situações deste tipo quando se tornou mãe, aos 23 anos. Ela relatou ao UpWorthy que se sentia “diferente” das outras mães por ser nova e por sua aparência.

O sentimento de Celia surgiu a partir de comentários e olhares de julgamento feitos por muitas pessoas. “Quando eu levava meus filhos para a creche, eu me sentia como se eu não fosse como as outras mães e ouvia ‘você realmente não se parece com uma mãe’, mas sempre pensei ser tolice dizer que alguém não se parece como uma mãe”, contou.

Entretanto, Celia encontrou uma maneira de fazer a sociedade rever suas impressões e se tornou fotógrafa de mães modernas, que assim como ela, têm tatuagens, cabelos coloridos e atitudes ou aparências julgadas “diferentes” ou “fora do padrão”.

A série com fotos tiradas por Celia durante três anos, de mães “não típicas” e seus filhos, ganhou o nome de “Devotada” e se tornou um poderoso aliado na luta contra estereótipos. Confira o trabalho da fotógrafa na galeria abaixo.

1/7

Crédito da imagem: Celia Sanchez

Série de fotos tiradas por Celia Sanchez recebeu o nome "Devotada".

2/7

Crédito da imagem: Celia Sanchez

A fotógrafa quis clicar mães que não seguem "padrões" impostos pela sociedade.

3/7

Crédito da imagem: Celia Sanchez

A intenção de Celia é quebrar estereótipos.

4/7

Crédito da imagem: Celia Sanchez

Mães tatuadas ou com cabelos coloridos foram clicadas por Celia.

5/7

Crédito da imagem: Celia Sanchez

A inspiração da fotógrafa surgiu após ela própria sofrer julgamentos por sua aparência na maternidade.

6/7

Crédito da imagem: Celia Sanchez

"Devotada" mostra mães que possam sofrer julgamentos por sua aparência "diferente".

7/7

Crédito da imagem: Celia Sanchez

A série de fotos se tornou forte aliada na luta contra preconceito.

  • Crédito da imagem: Celia Sanchez

    Série de fotos tiradas por Celia Sanchez recebeu o nome "Devotada".

    1/7

    Série de fotos tiradas por Celia Sanchez recebeu o nome "Devotada".

  • Crédito da imagem: Celia Sanchez

    A fotógrafa quis clicar mães que não seguem "padrões" impostos pela sociedade.

    2/7

    A fotógrafa quis clicar mães que não seguem "padrões" impostos pela sociedade.

  • Crédito da imagem: Celia Sanchez

    A intenção de Celia é quebrar estereótipos.

    3/7

    A intenção de Celia é quebrar estereótipos.

  • Crédito da imagem: Celia Sanchez

    Mães tatuadas ou com cabelos coloridos foram clicadas por Celia.

    4/7

    Mães tatuadas ou com cabelos coloridos foram clicadas por Celia.

  • Crédito da imagem: Celia Sanchez

    A inspiração da fotógrafa surgiu após ela própria sofrer julgamentos por sua aparência na maternidade.

    5/7

    A inspiração da fotógrafa surgiu após ela própria sofrer julgamentos por sua aparência na maternidade.

  • Crédito da imagem: Celia Sanchez

    "Devotada" mostra mães que possam sofrer julgamentos por sua aparência "diferente".

    6/7

    "Devotada" mostra mães que possam sofrer julgamentos por sua aparência "diferente".

  • Crédito da imagem: Celia Sanchez

    A série de fotos se tornou forte aliada na luta contra preconceito.

    7/7

    A série de fotos se tornou forte aliada na luta contra preconceito.

Veja também:

Com informações de Hypeness