Mais uma história linda para preencher seu coração de amor. A americana Kristi Smith sofre de um distúrbio raro e encontrou, no mundo, outras quatro crianças que enfrentam o mesmo problema. O que ela fez? Acolheu e adotou os quatro!

Kristi nasceu com uma distúrbio genético raro, a Fenilcetonúria, que não tem cura. Quando não é tratada, pode provocar convulsões e deficiências de desenvolvimento e distúrbios mentais e físicos.

Foi então que ela e o marido, Matt Lorch e, decidiram que queriam ter filhos. Feitos todos os exames, descobriram que devido, à doença de Kristi, as chances aborto espontâneo ou problemas de saúde graves no bebê.

Os dois decidiram adotar, mas com uma condição: que as crianças tivessem a mesma doença da mãe, já que o casal já sabia lidar com ela e quiseram proporcionar um lar para crianças que precisam de amor e cuidados especiais. Quando começaram a pesquisar, descobriram que havia dois meninos com Fenilcetonúria, na China e, a história começa aí.

Créditos: Reprodução/Razões Para Acreditar

O casal hoje tem quatro filhos, todos com a mesma doença rara da mãe.

Eles foram à luta! Em maio de 2015 viajaram para a China e voltaram com Andrew e Luke, que na época tinham dois anos e viviam em um orfanato especial, para crianças com problemas de saúde.

Pouco tempo depois, o casal descobriu mais dois garotos com a mesma condição, que também viviam na China. Ben, que na época tinha 13 anos e tinha alguns problemas comportamentais e de desenvolvimento, ocasionados por causa da falta de tratamento adequado e Caleb, de nove anos.

Não pensaram duas vezes: hoje, são pais de quatro crianças muito especiais e amadas, acolhidas e compreendidas. As crianças já estão evoluindo e fazendo os tratamentos adequados. Apresentam melhoras no aprendizado e estão mais calmos e gentis. Amor é tudo!

Leia mais:

Professora adota aluno que quase a fez desistir de dar aula

'Nosso bebê nasceu! Tem 1,44m', diz pai sobre adoção tardia